10 de setembro de 2016 | sem comentários

Guapimirim (RJ): candidata de 26 anos é a mais jovem do estado

É bem verdade que, aos 26 anos, muitos jovens ainda nem sequer decidiram o que fazer da vida – quando muito, escolheram um curso universitário e, nessa idade, estão em vias de terminá-lo. Por outro lado, há aqueles que, antes do 30, já têm uma área de atuação e até uma carreira vitoriosa. É o caso da vereadora do município de Guapimirim/RJ, Marina Pereira da Rocha, ou, simplesmente, Marina (PSDB), que, desde os nove anos de idade, já ajuda no comércio da família. Aos 22, entrou na política e já ‘chegou, chegando’: alcançou a maior votação da história da cidade, elegendo-se vereadora, e, hoje, aos 26, é a candidata a prefeita mais jovem do estado do Rio de Janeiro.

 

Questionada se a pouca idade, ao olhar de uns e outros, seria um fator de demérito para sua candidatura, Marina garante que não. “A idade, quando não interpretada dentro de um contexto de experiência de vida, torna-se apenas um número. Tenho 26 anos, mas a minha trajetória, tendo contato diário com o público desde os nove anos, me credencia a dizer, sem sombra de dúvidas, que estou preparada para governar a minha cidade. O que sei e o que vivi formam o meu maior aprendizado para disputar esta eleição, de igual para igual com qualquer candidato, seja ele mais novo ou mais velho do que eu”, afirma, bastante convicta de si.

 

Nas redes sociais, principalmente no Facebook, centenas de jovens apoiam a caminhada de Marina e se identificam com a coragem da parlamentar em se lançar candidata, ainda mais sendo mulher, outro fator que poderia pesar contra ela em um município interiorano, de características aparentemente machistas. Basta dar um giro pela página oficial de Marina no Facebook para constatar, sem precisar de calculadora, que um grande número de jovens não abre mão de incentivar a candidata tucana.

 

Os adversários de Marina na corrida eleitoral deste ano são Zelito Tringuelê (PDT), natural de Caxias, e Ismeralda Garcia (PMDB). Dos dois, Ismeralda é a mais famosa, por ter ganhado as manchetes dos jornais, em 2012, ao ser presa. Na época, a ex-secretária de governo foi acusada de desviar mais de R$ 1 milhão por mês de recursos públicos da prefeitura. Ela e o então prefeito, Renato Costa Mello Júnior, foram pegos em uma operação batizada de “Os Intocáveis”.

Comente aqui: